Prefeitura de

Barra Velha

Sobre a Cidade

Informações sobre o clima, relevo, limites e outros dados de interesse.

Como chegar

Mapas, rotas, distâncias entre outras cidades.

Dicas de viagem

Tudo o que você precisa saber antes de fazer as malas.

Telefones

Telefones de utilidade pública.


Bem-vindo ao Portal de Turismo do Município de Barra Velha

Barra Velha é um balneário bastante procurado por veranistas, pela beleza de suas praias, bem como pela sua boa infra-estrutura e localização. Está ao lado da rodovia BR-101, a 45 km de Balneário Camboriú, 50 km de Joinville, 65 km de Jaraguá do Sul e Blumenau e 139 km de Florianópolis. Com aprox. 24 mil habitantes fixos, ela recebe mais de 80 mil visitantes entre dezembro e março. São sete praias em mais de 20 km de orla: Península, Tabuleiro, do Sol (Pedras Negras), Pedras Brancas, do Grant, do Cerro e Central. Essa última possui melhor infra-estrutura. Do Tabuleiro e do Sol são as preferidas pelos surfistas. A Praia do Grant foi antigo refúgio de piratas e a da Península é utilizada para movimentadas gincanas de pesca de arremesso. Outro atrativo natural é a Lagoa de Barra Velha, com 6 km de extensão, paralela ao mar e propícia para esportes aquáticos. A Barra da Lagoa, encontro do Rio Itapocu com o mar, é um lugar ideal para a pesca. História - Este belo balneário colonizado por açorianos foi considerado o porto de pesca de baleias no início do século XIX. A região próxima à Barra Velha e hoje conhecida por Armação, era o grande habitat das baleias. Lá, com suas águas calmas, os pescadores podiam caçar as baleias em segurança e assim, abastecerem de óleo Rio de Janeiro, que era a capital do Império da época. Mas a colonização de Barra Velha se deve ao corajoso pescador português Joaquim Alves da Silva, que com a grande quantidade de óleo enviado por ele à capital, comoveu D. Pedro I, que resolveu doar-lhe um pedaço de terra hoje conhecida como Barra Velha. O balneário foi desmembrado de Araquari em 1956.

Tempo

Quinta
24ºC / 17ºC
Sexta
22ºC / 15ºC

  • 27ºC / 22ºC
  • Atual: Nublado e Pancadas de Chuva
  • IUV: 7.0

Localização

  • Latitude: 26°37\'5
  • Longitude: 48°41\'0
  • Região turística: Caminho dos Príncipes
  • Microrregião: Microrregião do Vale do Itapocu
  • Municípios limítrofes: Piçarras, Luiz Alves, Araquari e São João do Itaperiú.

Características geográficas

  • Área: 140.18 km² (fonte: IBGE)
  • População: 27080 habitantes
  • Altitude: 35 m

Localização

Principais distâncias

Balneário Camboriú, SC
50 km
[exibir rota]
Blumenau, SC
71.2 km
[exibir rota]
Brasília, DF
1540 km
[exibir rota]
Chapecó, SC
541 km
[exibir rota]
Criciúma, SC
302 km
[exibir rota]
Curitiba, PR
176 km
[exibir rota]
Florianópolis, SC
131 km
[exibir rota]
Itajaí, SC
32.6 km
[exibir rota]
Jaraguá do Sul, SC
62.2 km
[exibir rota]
Joinville, SC
49.2 km
[exibir rota]
Lages, SC
286 km
[exibir rota]
Navegantes, SC
36.6 km
[exibir rota]
Penha - Parque Beto Carrero World
25 km
[exibir rota]
Porto Alegre, RS
578 km
[exibir rota]
São Paulo, SP
569 km
[exibir rota]


Digite no campo ao lado o nome de sua cidade e estado para exibir a rota e distância
Distância:  


Região turística

Caminho dos Príncipes

X

Clique aqui para ampliar o mapa

Como chegar a Barra Velha

De carro:

Acesso pela BR 101, km 89

De ônibus:

Rodoviária Municipal - 47 3456-3669

De avião:

Aeroporto de Navegantes - 32 km
Aeroporto de Joinville - 64 km
Aeroporto de Florianópolis - 136 km
Aeroporto de Curitiba - 164 km
Fácil acesso até os aeroportos pela BR 101.


Dicas de viagem

Dicas para a primeira viagem a um lugar desconhecido

Tem muita gente aproveitando os feriados para viajar, uns pra curtir uma folia, outros pra descansar e conhecer novos lugares. Seja qual for o motivo de sua viagem ao ir para um local desconhecido é importante tomar alguns cuidados com sua segurança e bem estar para que sua viagem seja a mais tranqüila possível.

A principal dica que vale para vários momentos de sua viagem é quanto a atenção. Embora você esteja querendo curtir você precisa estar atenta a algumas coisas para evitar transtornos e dores de cabeça no futuro. A atenção deve começar ainda no caminho, se você está viajando para um local distante e vai de avião, atenção com sua bagagem. Na hora de retirar as malas, veja se esta tudo lacrado e se não esqueceu nada. Qualquer lacre rompido ou se sentir falta de algo você tem que procurar um responsável na companhia aérea o mais rápido possível.

Para escolher o seu hotel, pesquise muito na internet e peça indicação de amigos que já se hospedaram por lá. Mesmo sendo um hotel renomado, fique sempre atenta aos objetos que deixa dentro do quarto, e tenha o cuidado de não deixar objetos de grande valor expostos. Se é o caso de deixar algum pertence de valor, verifique na recepção sobre um cofre para que você possa guardar com segurança.

Embora seja legal conhecer novos lugares, muitas vezes é preciso pedir informações a outras pessoas que moram e conhecem aquele local. Procure não pedir informação a uma pessoa desconhecida que você encontrou na rua, para isso você deve procurar um policial, um guia turístico ou uma pessoa credenciada que fique em um posto de informação. Pedir informação para quem você não conhece pode ser muito arriscado uma vez que a pessoa pode agir de má fé e lhe prejudicar.

Durante os passeios tenha cuidado com a bolsa e a carteira. Primeiro evite levar documentos desnecessários, e segundo não ande com muito dinheiro em espécie para não chamar atenção. Se você perder os documentos num outro país o processo pra encontrar ou retirar uma segunda via é muito burocrático e você não vai querer perder suas férias com esse tipo de problema. A dica é ter sempre uma cópia de documentos, principalmente do seu passaporte.

Outro cuidado que você precisa ter é quanto a máquina fotográfica, celulares, filmadoras e outros objetos. Esse tipo de objeto tende a chamar muita atenção, então evite ficar expondo, se possível carregue numa bolsa e só tire quando for usar. Atenção também ao pedir pra alguém tirar uma foto sua, peça a um guarda ou a um turista, cuidado pra não ter sua máquina furtada enquanto você faz posses.

Procure não sair sozinho(a), o ideal é ter sempre uma companhia ou andar em grupos e tentar visitar apenas os locais mais conhecidos, os pontos turísticos e lugares com maior movimento. Muito cuidado ao sair noite, bares e boates são locais que acabam requerendo uma atenção maior, já que você é de fora e não esta acostumada com o local.

http://www.dicasviagem.com.br/dicas/1012.html

Como fotografar

Fotograr é uma maneira de guardar o que se viu. Mas como fotograr, o que fotografar... Já ouvi diversas histórias que não se deve fotografar lugares sem você ou quem está com você estiver na foto. Acho isso uma grande bobagem. Eu adoro fotografar lugares - mesmo que não profissionalmente. Acho que você deve fotografar o que desejar, mas com algumas dicas. Ai vão algumas dicas que a revista Viagem e do Terra:

Tirar fotos durante uma viagem é como eternizar as belas paisagens, os locais por onde você passou e os melhores momentos de um bom passeio. Mas nem sempre as fotos saem como queremos. Para evitar qualquer chateação, o ideal é aprender um pouco mais sobre a arte de fotografar... fotografar bem.

Para tirar uma boa foto, não é necessário ser profissional, mas seguir regras básicas, além de conhecer alguns macetes que ajudam na melhor utilização do equipamento, escolha de um bom ângulo, postura, entre outras coisas.

O primeiro passo para quem pretende obter mais qualidade nas fotos é verificar o equipamento que usa e, se necessário, substituí-lo. As câmeras estão cada vez mais avançadas e compactas que é possível encontrar uma boa máquina por um preço em conta. Na hipótese de não poder trocar o equipamento atual, o ideal é seguir à risca as dicas para tirar um bom proveito da máquina.

Como escolher o equipamento?

Para escolher uma boa máquina fotográfica é necessário questionar primeiro o objetivo. "Se a idéia é fotografar animais marinhos, é importante um equipamento à prova d´água", explica o fotógrafo Rogério Lorenzoni. Mas se a idéia é registrar simplesmente os momentos de uma viagem, o recomendado é ter uma câmera boa para as mais diversas ocasiões.

Câmeras comuns

As câmeras que têm o melhor custo-benefício são as menores e que possuem "zoom", que aproxima ou distancia bem o objeto a ser fotografado. Essas máquinas são mais baratas, compactas, leves, fáceis de usar e dispensam conhecimentos específicos, sem contar que a qualidade das cores é boa. Em geral, elas possuem o flash automático, bom para quem não sabe ao certo quando usá-lo.

Câmeras profissionais

Se você usa a máquina com freqüência e adora fotografar, uma boa opção é ter uma profissional, que oferece muitos recursos manuais. No caso do flash, é útil, pois é possível acioná-lo mesmo durante o dia, recurso muitas vezes necessário. Outra vantagem é a regulagem da distância, que permite uma ótima aproximação ou distância do objeto a ser fotografado, sem perder qualidade. A variedade de lentes, de longo alcance, também é grande.

Câmeras digitais

Cada vez mais novos modelos aparecem no mercado. Elas têm o visor digital, são modernas, leves e compactas, mas têm um preço tão alto quanto as profissionais. Para "revelar" o filme, é necessário conectar a máquina ao computador e depois imprimir as fotos em papel especial. Outra opção é "revelar" os filmes em uma casa especializada. Com alguns modelos também é possível conectar a máquina à televisão e ver as fotos no formato slide-show.

Passo a passo

Se você não entende nada de fotografia, confira algumas dicas básicas para fotografar o que quiser.

1. Posicione a câmera, levando em consideração a melhor posição diante de qualquer luz. Lembre-se que o sol pode ou não ficar fora do visor, dependendo do efeito que você desejar;

2. Observe, além do objeto a ser fotografado, se o que está ao redor vale a pena sair na foto. Cuidado com máquinas que têm o recurso auto-foco, que centraliza a foto automaticamente

3. Enquadre a foto dentro da linha tracejada que se vê no visor;

4. Segure firme a máquina (se puder apoiá-la em algum lugar, melhor);

5. Pronto. Dispare.

Dicas úteis

-A luz deve iluminar o que você quer fotografar. Se não puder mudar a posição, use o flash;

-Evite usar flash automático quando tem a luz no sentido contrário;

-Para fotografar à noite, leve em consideração a distância que o flash da máquina aguenta e deixe a velocidade da máquina lenta;

-Se a máquina tiver o dispositivo contra olhos vermelhos, utilize-o. Ele aciona uma luz parecida com o flash

-Mantenha uma distância mínima de 1,5 metro do que você quer fotografar e evite inclinar a máquina para fotografar algo que não esteja na mesma altura que você. Prefira se agachar ou subir em algo;

-Se você tem tripé, use-o sempre que possível;

-Nem sempre é necessário colocar o objeto da imagem no centro da foto. É interessante "brincar" com os demais objetos que aparecem ao redor da imagem;

-Evite usar o zoom à noite.

Qual é a melhor máquina, digital ou analógica?

As modernas máquinas digitais dispensam filme e trabalham com disquetes reutilizáveis. Para quem tem alguma familiaridade com computadores, elas são o máximo: permitem que você delete uma foto de que não gostou e manipule as imagens. Pois o preço desses prodígios vem baixando rapidamente. Para quem já entende um pouco do riscado e quer continuar se aperfeiçoando, a pedida é uma máquina do tipo reflex, aquelas que permitem que você troque a objetiva, ou lente. Há três tipos básicos de objetivas - grande angular, normal ou tele, que dão muito mais liberdade de criação. Por isso os profissionais em geral usam máquinas desse tipo, mas elas não são recomendáveis para principiantes.

Quais são as melhores marcas?

Ao comprar, prefira marcas conhecidas, como Nikon, Canon, Pentax ou Sony, que garantem maior valor de revenda, para não falar em qualidade da imagem. Se estiver viajando para os Estados Unidos ou o Canadá, aproveite para comprar lá - é mais barato, sobretudo em Nova York, onde se encontram variedade e boas ofertas, e na vizinha New Jersey, que fica do outro lado do rio e pratica impostos menores. Na Europa e no Japão há muita variedade, mas os preços são mas altos até que os do Brasil.

Como ser fotogênico?

Estilo é o segredo para sair bem na foto. Siga as dicas para sair bem na foto:

1) Em vernissages ou lançamentos de livros, prefira as expressões intelectuais.

2) Se você usa óculos, aproxime a armação da ponta do nariz e olhe por sobre as lentes. Na falta do acessório, apóie o rosto com o dedo indicador na sobrancelha e o polegar em uma das bochechas.

3) Se quiser fazer o gênero galã, passe a mão nos cabelos ao notar que o fotógrafo se aproxima e lance para a câmera um olhar meio vago. O diretor de cinema Walter Salles Júnior é perito nessa pose.

4) Não encare a lente. Um ar blasé é muito mais eficiente. Continue conversando com os amigos e finja ignorar a presença do fotógrafo.

5) Quando for você o centro das atenções - seu aniversário, por exemplo, brinque à vontade com a câmera. Desafie as lentes e faça caretas. Não tema o ridículo. O resultado geralmente é simpático.

6) Uma cara de bom moço é meio caminho andado para uma expressão de otário. É preferível um sorriso sacana, à Jack Nicholson, com um charuto entre os dentes.

7) Se quiser passar uma certa dose de sofisticação, fique de perfil e solte com vagar a fumaça do cigarro. No cinema, é tiro e queda.

8) Se você se envergonha do papo sob o queixo, feche a mão e apóie-o sobre ela. Fim do problema. No caso de bolsas nas pálpebras, levante ligeiramente o rosto ao ser fotografado.

9) Na falta de uma idéia melhor de expressão, pisque para a câmera. O truque é velho, mas infalível.

Qual é a luz ideal para fotografar?

Sempre dê uma volta em torno do que você quer fotografar, antes de apertar o botão. Repare de onde vem a luz do sol e dê as costas para ela. Assim seus alvos serão iluminados. A menos que você tenha uma máquina digital com o dispositivo "contra-luz", o qual dispara o flash na hora do clique. Ou dispare o flash (mesmo que seja dia). Já se você quiser um efeito silhueta, no qual o objeto fotografado vira uma espécie de sombra preta, fotogre na contraluz sem dó e não utilize nenhum dispositivo back light da máquina. Isso ocorre porque a máquina percebe onde há mais luz e se regula para essa intensidade. Daí, tudo o que for menos luminoso ficará escuro.

Como proteger minha máquina?

As lentes com um filtro UV impedem os arranhões. Se for para a praia, rio ou cachoeira, leve também sacolas de plástico. Assim, você evitará o contato da areia e dos dedos molhados com a câmera.

O enquadramento é importante para tirar uma boa foto?

O melhor é ter criatividade. Para mudar o monótono esquema "linha do horizonte no meio da foto", imagine o visor dividido em três partes iguais, na horizontal. Então, enquadre a linha do horizonte no terço inferior. Assim, a imagem ganha amplitude. E preste atenção ao fundo, procurando limpá-lo. Por exemplo, ao fotografar uma pessoa com uma árvore atrás, cuide para que os galhos não pareçam chifres plantados na cabeça da coitada.

Fotografar de um bom ângulo é fundamental?

Se perceber que você vai "cortar" a cabeça do fotografado ou que vai acabar escondendo o que pretende mesmo mostrar, mude de lugar antes de apertar o botão da máquina. Por exemplo, suba num lugar para ter visão panorâmica ou abaixe-se para exibir o céu ao fundo.

Qual é o corte ideal de uma foto?

Tenha em mente que aquilo que a máquina fotografa não é exatamente o que você vê no visor, pelo bom motivo de que a lente da máquina não está na mesma posição que seu olho. Esse desvio se chama paralaxe e, para compensá-lo, é preciso enquadrar sua foto dentro da linha tracejada que se vê no visor. Caso contrário, você cortará a cabeça ou os pés de quem estiver fotografando - fato, aliás, muito comum. Esta regra não vale para as máquinas profissionais, ou reflex, que já foram projetadas de modo a neutralizar o problema. E utilize os recursos da sua máquina, como o zoom.

Existe melhor horário para fotografar?

O ideal para fotografar é o mesmo do bronzeado seguro: até às 10 da manhã e depois das 3 da tarde, quando a luz está lateral e suave - e não clara e "dura", como dizem os fotógrafos. Dentro do "horário proibido", a máquina tende a fechar o diafragma, assim como a gente franze os olhos quando o sol está forte. Por isso, os tons claros escurecem. Para fotografar pessoas, essa hora também é péssima, porque produz sombras de cima, que enfeiam os rostos. Caso este seja o único horário possível para a foto, use o flash para diminuir a sombra no rosto do personagem.

É aconselhável fotografar à noite?

À noite, verifique no manual a distância que seu flash agüenta e respeite-a, fotografando apenas o que está dentro desse limite. Não adianta nada usar flash para fotografar paisagens. Mas, para retratar a turma no restaurante, resolve. Se sua máquina tiver aquele dispositivo para corrigir olhos vermelhos, acione-o. Se não tiver, não deixe as pessoas olharem direto para você, para amenizar o efeito olhos de vampiro.

http://www.blogdicasdeviagem.com/2010/05/como-fotografar.html

Bagagem extraviada

Bagagem extraviada, o que fazer?

Bagagem extraviada é sempre um problema! No mundo inteiro, cerca de 90 mil malas são extraviadas por dia e uma a cada três mil extraviadas nunca mais voltam aos seus donos. Os motivos principais para que as malas se percam nos aeroportos são: problemas de organização, erros e roubos.

Se você vai viajar e quer o mínimo de segurança para que não perca suas malas, veja nossas dicas. O que fazer para não ter a mala extraviada:

•Identifique todas as suas malas, sacolas, bolsas de mão, pacotes por dentro e por fora.

•Nelas, coloque estiquetas contendo seu nome, endereço completo e telefones para contato.

•Use um cadeado resistente para evitar arrombamentos e quebras.

•Se possível, embale sua mala com lacres plásticos próprios (nos aeroportos existem empresas que embalam pra você).

•Por precaução você pode declarar os bens que leva em suas malas (há cobrança de taxa e possível pedido de verificação dos itens que leva).

Mas se suas malas já foram extraviadas, o que fazer?

•Preencha o registro de bagagem (RIB) no balcão da companhia que você viajou.

•Procure um fiscal da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para registrar a ocorrência.

Depois, a empresa tem um prazo de até 30 dias para localizar e entregar a sua mala. Se até 30 dias a empresa não achar a mala perdida, o passageiro deve ser indenizado.

Mas preste atenção nas outras informações abaixo:

■ Em vôos nacionais

A bagagem será considerada extraviada caso não seja entregue no seu ponto de destino. Quando isso acontece, deve-se procurar o balcão da companhia aérea para o preenchimento do Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB). O fiscal de Aviação Civil do DAC, localizado na Seção de Aviação Civil (SAC) nos principais aeroportos brasileiros, deve ser acionado em caso de problemas.

Confirmado o extravio, a companhia tem um prazo máximo de 30 dias para a localização e entrega da bagagem.

Após esse tempo, o passageiro deve ser indenizado pela companhia. Como medida de prevenção, o passageiro pode declarar os valores atribuídos à bagagem, mediante o pagamento de uma taxa suplementar estipulada pela companhia. Neste caso, a empresa tem o direito de verificar o conteúdo da bagagem - e o valor da indenização é o declarado e aceito pela empresa.

Objetos considerados de valor, como jóias, papéis negociáveis ou dinheiro devem ser carregados na bagagem de mão, ficando a companhia isenta de responsabilidade sobre a perda ou dano. Em caso de danos à bagagem, vigoram as mesmas regras. Somente serão considerados, para efeito de indenização, os objetos destruídos ou avariados que tenham sido protestados.

■ Em vôos internacionais

A Convenção de Varsóvia limita a responsabilidade da companhia em U$ 20 por quilo de bagagem extraviada. O passageiro também poderá optar por efetuar o despacho de seus pertences, resguardando-se através de uma Declaração Especial de Interesse. Este documento discrimina minuciosamente o conteúdo da mala. Somente com esta declaração é possível ser indenizado integralmente, prevalecendo a responsabilidade da companhia aérea sobre os bens ali contidos.

http://www.blogdicasdeviagem.com/2010/05/bagagem-extraviada.html

Arrumando as malas

1. Coloque as meias dentro dos sapatos para economizar espaço. Cada par de sapatos deve ser colocado em um saco de flanela ou de plástico.

2. A segunda camada deve ser de calças e saias, o menos dobradas possível. Nos cantos e pequenos buracos, coloque roupas e acessórios miúdos, como peças íntimas e cintos. As roupas devem formar camadas uniformes para deixar as superfícies retas, preparadas para receber o que não pode amassar.

3. Por último, coloque as camisas e os vestidos. As camisas devem ficar dobradas. Coloque-as de forma que uma gola não fique em cima da outra. Gravatas devem ser dobradas apenas uma vez e colocadas na diagonal dentro da mala.

4. Quanto ao tipo de roupa, dê preferência às calças, casacos, bermudas e saias que combinem entre si. Use cores sóbrias para as peças básicas, deixando as cores vivas para os acessórios como gravatas, camisetas, lenços, que ocupam pouco espaço na mala e ajudam a mudar a cara da roupa. Aprenda isso: quando mais você viajar, menor será a sua mala.

5. Peças delicadas (jóias, óculos, chapéus e perfumes) devem ser colocadas em estojos ou caixas específicas para evitar que se quebrem. Sempre que possível é melhor que fiquem numa bolsa de mão.

6. Não esqueça de levar seus medicamentos de uso pessoal e as respectivas receitas médicas. Consulte seu médico para levar medicamentos, como aspirina, medicamentos para dor, estes medicamentos que temos acesso livre no Brasil. Em muitos países, você precisará consultar um médico antes de comprar qualquer medicamento.

Leve com você

Roupas em tons de preto, cinza, marrom, cáqui e branco, tons fáceis de combinar.

Peças leves e coloridas para renovar o visual, como coletes, camisetas, lenços, cintos e gravatas.

Xampus, cremes e perfumes em frascos pequenos.

Se estiver viajando com mais alguém, misture peças da outra pessoas com as suas e vice-versa. Assim, se uma mala sumir, nenhum dos dois ficara sem ter o que usar.

Um par de sapatos confortável ou tênis para caminhadas.

Leve seu óculos reserva como precaução.

Deixe em casa

O segundo casaco

Por mais frio que esteja, você só conseguirá usar um de cada vez.

O terceiro par de sapatos

Um par esportivo e um social, em cores básicas, são suficientes.

Roupas extravagantes

Esqueça as que só combinem com elas mesmas.

O segundo terno

A menos que você tenha vários compromissos profissionais.

Ferro de passar

Caso o hotel não tenha, coloque a roupa em um cabide dentro do banheiro, na hora do banho. O vapor do chuveiro ajuda a desamassar a roupa.

Livros e guias muito pesados

Leve só o que for precisar.

A escolha das roupas, é claro, demanda atenção especial. Antes de jogar tudo dentro da mala, é preciso combinar as cores das peças. Tente organizar o maior número de combinações possível entre as roupas escolhidas. Algumas camisas, calças, shorts e saias de cores neutras são fundamentais. Quem não programa o que levar acaba levando roupas que nem sairão da mala, outras que vão fazer muita falta, sapatos desconfortáveis e tralhas que só servem para levar o viajante a pagar excesso de bagagem. Dois dias antes de sua viagem, decida o que você vai vestir cada dia e noite. Analise a necessidade de ter mais opções do que vestir contra o incômodo de carregar uma bagagem pesando 50 kg. Agora sua mala está pronta para qualquer coisa!

A escolha das malas

1. Uma mala principal: o tamanho ideal para sua viagem seja um fim de semana ou um período máximo de duas semana (uma mala para viajar 15 dias é exatamente a mesma usada para uma viagem de dois meses, supondo que seja possível lavar as roupas).

2. Uma bolsa de mão: contendo o nescessário para passar uma noite fora, caso sua bagagem se extravie, precise mudar o roteiro ou descançar no meio do caminho, e não esqueça de verifacar o tamanho e peso da bagagem de mão - consulte a companhia aérea;

3. Uma frasqueira/Nécessaire que pode ser guardada dentro da bolsa de mão, caso seja preciso ou coloque dentro da mala já que não é permitido a entrada na aeronave de liquídos (Os itens a seguir podem ser transportados na bagagem de mão somente se estiverem em um recipiente de no máximo 100 ml; e transportados em uma bolsa plástica transparente com fecho, os itens são artigos de higiene pessoal, cremes, loções e demais líquidos e geis)

4. Uma bolsa (para mulheres) ou pasta ou mochila (para homens) para colocar dentro de sua mala e utilização em seu destino.

Formato da Mala:

Grande: transporta 20kg, o limite permitido pelas empresas aéreas.

Retangular: acomoda bem trench coats e tailleurs.

Revestimento rígido: é indicada para carregar objetos frágeis.

As sacolas: são resistentea à água e lama (ideal para o campo). Por serem estreitas, são melhores para viagens de ônibus ou viagens rápidas nos fins de semana.

Fonte: Blog chega de bagunça, www.agenciaar.com.br ,American Airlines e Viaje numa boa, acessados em novembro de 2009.

http://www.blogdicasdeviagem.com/2010/05/1.html

Aeroportos no Brasil

Acre

Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul

Tel.: (68) 3322-4343

Aeroporto Internacional de Rio Branco

Tel.: (68) 211-1003/1110/5479

Alagoas

Aeroporto Internacional de Maceió/Zumbi dos Palmares

Tel.: (82) 3036-5200

Amazonas

Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Manaus

Tel.: (92) 3652-1210

Aeroporto de Tefé

Tel.: (97) 3343-3684

Aeroporto Internacional de Tabatinga

Tel.: (92) 3412-2226/2340

Amapá

Aeroporto Internacional de Macapá

Tel.: (96) 3223-4087

Bahia

Aeroporto Internacional de Salvador - Deputado Luís Eduardo Magalhães

Tel.: (71) 3204-1010

Aeroporto de Ilhéus – Jorge Amado

Tel.: (73) 3234-4000

Aeroporto de Paulo Afonso

Tel.: (75) 3281-1024

Ceará

Aeroporto Internacional Pinto Martins - Fortaleza

Tel.: (85) 3392-1030

Aeroporto de Juazeiro do Norte

Tel.: (88) 3572-0700

Distrito Federal

Aeroporto Internacional de Brasília - Presidente Juscelino Kubitschek

Tel.: (61) 3364-9000

Espírito Santo

Aeroporto de Vitória - Eurico de Aguiar Salles

Tel.: (27) 3083-6300

Goiás

Aeroporto de Goiânia

Tel.: (62) 3265-1500

Maranhão

Aeroporto de Imperatriz- Prefeito Renato Moreira

Tel.: (99) 3524-4666

Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado

Tel.: (98) 3217-6100 / 6105

Mato Grosso

Aeroporto Internacional Marechal Rondon

Tel.: (65) 3614-2500

Mato Grosso do Sul

Aeroporto Internacional de Campo Grande

Tel.: (67) 3368-6000

Aeroporto Internacional de Corumbá

Tel.: (67) 3231-3322

Aeroporto Internacional de Ponta Porá

Tel.: (67) 3433-3798

Minas Gerais

Aeroporto de Uberaba - Mário de Almeida Franco

Tel.: (34) 3319-9400

Aeroporto Internacional Tancredo Neves

Tel.: (31) 3689-2700

Aeroporto de Belo Horizonte/Pampulha-MG - Carlos Drummond de Andrade

Tel.: (31) 3490-2000

Aeroporto Carlos Prates

Tel.: (31) 3462-6455

Aeroporto de Montes Claros/Mário Ribeiro

Tel.: (38) 3229-1200

Aeroporto de Uberlândia-Ten. Cel. Av. César Bombonato

Tel.: (34) 3233-5420/3233-5400

Pará

Aeroporto de Altamira

Tel.: (93) 3515-1976

Aeroporto Internacional de Belém

Tel.: (91) 3210-6000

Aeroporto Júlio Cesar

Tel.: (91) 3233-3986

Aeroporto de Marabá

Tel.: (94) 3324-1383

Aeroporto de Carajás

Tel.: (94) 3327-1103

Aeroporto de Santarém - Pará - Maestro Wilson Fonseca

Tel.: (93) 3522-4328

Paraíba

Aeroporto Presidente João Suassuna

Tel.: (83) 3331-1149

Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto

Tel.: (83) 3041-4200

Paraná

Aeroporto de Londrina - Governador José Richa

Tel.: (43) 3027-9000

Aeroporto Internacional Afonso Pena

Tel.: (41) 3381-1515

Aeroporto de Bacacheri

Tel.: (41) 3256-1441

Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas

Tel.: (45) 3521-4200

Pernambuco

Aeroporto de Petrolina-Senador Nilo Coelho

Tel.: (87) 3863-3366

Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre

Tel.: (81) 3322-4188

Piauí

Aeroporto Internacional de Parnaíba-Prefeito Dr.João Silva Filho

Tel.: (86) 3323-5052

Aeroporto de Teresina/Senador Petrônio Portella

Tel.: (86) 3133-6270

Rio de Janeiro

Aeroporto Bartolomeu Lysandro

Tel.: (22) 2733-0144

Aeroporto de Macaé

Tel.: (22) 2763-5700

Aeroporto Santos-Dumont

Tel.: (21) 3814-7070

Aeroporto de Jacarepaguá

Tel.: (21) 2432-7070

Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim

Tel.: (21) 3398-5050

Rio Grande do Norte

Aeroporto Internacional Augusto Severo/Natal

Tel.: (84) 3087-1270/1310

Rondônia

Aeroporto Internacional Porto Velho/Governador Jorge Teixeira de Oliveira

Tel.: (69) 3219-7450

Rio Grande do Sul

Aeroporto Internacional Comandante Gustavo Kraemer

Tel.: (53) 3242-7702

Aeroporto Internacional de Pelotas

Tel.: (53) 3223-1227

Aeroporto Internacional Salgado Filho

Tel.: (51) 3358-2000

Aeroporto Internacional Rubem Berta

Tel.: (55) 3413-1314

Roraima

Aeroporto Internacional de Boa Vista

Tel.: (95) 3623-9394/6629

Santa Catarina

Aeroporto Internacional de Florianópolis

Tel.: (48) 3331-4000

Aeroporto Diomício Freitas/Forquilhinha

Tel.: (48) 3478-1694

Aeroporto de Joinville - Lauro Carneiro de Loyola

Tel.: (47) 3481-4000

Aeroporto Internacional de Navegantes - Ministro Victor Konder

Tel.: (47) 3342-9200

São Paulo

Aeroporto Internacional de Viracopos/Campinas

Tel.: (19) 3725-5000

Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos - Governador André Franco Montoro

Tel.: (11) 2445-2945

Aeroporto de São José dos Campos - Professor Urbano Ernesto Stumpf

Tel.: (12) 3946-3003/3004

Aeroporto Campo de Marte

Tel.: (11) 6221-2699

Aeroporto de Congonhas / São Paulo

Tel.: (11) 5090-9000

Sergipe

Aeroporto de Aracaju

Tel.: (79) 3212-8500/8502

Tocantins

Aeroporto de Palmas/Tocantins-Brigadeiro Lysias Rodrigues

Tel.: (63) 3219-3700

Fonte: Infraero

Telefones úteis

0800 725 1771
Auto Pista Litoral Sul
47 3456-1979
CASAN - Companhia Catarinense de Água e Saneamento
47 3456-0400
CELESC - Emergência Elétrica
47 3456-2591
CITRAN
193
Corpo de Bombeiros
199
Defesa Civil
180
Delegacias especializadas no atendimento à Mulher
181
Disque-Denúncia
47 3446-1231
Fundação Municipal de Turismo
0800-618080
Ibama
47 3456-0190
Polícia Civil
194
Polícia Federal
47 3456-2250
Polícia Militar
47 3456-5023
Polícia Rodoviária Federal
47 3446-7700
Prefeitura Municipal
47 3456-0152
Procon
47 3456-2155
PRONTO SOCORRO 24H
192
SAMU - Ambulâncias

Contatos

Prefeitura
Fone: 47 3446-7700
Fundação de Turismo, Esporte e Cultura
Fone: 47 3446-1231
turismo@barravelha.sc.gov.br